;

BLOGS

Resultado de PSS em Prefeitura causa indignação, revolta e população cobra posicionamento das autoridades

Não existe Justiça, Ministério Público, promotores e, muito menos, Câmara de Vereadores para fiscalizar os desmandos que acontece no município. Estamos sem saber a quem recorrer e a população sofrendo com esta gestão descomprometida com o povo da nossa cidade. Sou filha da terra e fomos enganados por esse prefeito que só quis ganhar o Poder e colocar seus familiares. Já sofremos demais para ter que aguentar mais quatro anos”, relatou uma leitora do Blog Kléverson Levy e que prefere não se identificar temendo represálias.

Porém, foi com esse tom de revolta que – mais uma vez – abrimos espaço às denúncias que chegam para este jornalista, a respeito – de novo! – da situação política na cidade de Coruripe.

Parece até “clichê” denunciar os erros administrativos de Coruripe, e podem até dizer que é algo pessoal ou por “questões políticas”, todavia, é inadmissível se calar diante do sofrimento dos outros e da inércia dos que deveriam fiscalizar e sair em defesa das minorias.

Eis o busílis!

Na semana passada, a Prefeitura de Coruripe abriu inscrições para o Processo Seletivo Simplificado (PSS) com intuito de preenchimento de vagas e cadastro de reservas nas Secretarias Municipais de Assistência Social, Trabalho e da Mulher; Educação e Saúde.

O resultado saiu durante esta semana, porém, se tornou um alvoroço por conta dos requisitos que revelaram grandes surpresas e até duplicidade de aprovados para dois cargos numa mesma pasta.

O fato também vem causando revolta, indignação e manifestações das pessoas que se sentem enganadas e prejudicadas pelo Poder Público. A resposta para tanta insatisfação pode ser vista, inclusive, nas redes sociais da Prefeitura que foram ‘bombardeadas’ de comentários contra o PSS 2021 de Coruripe.

Outro fator que veio à tona é que a maioria dos aprovados já trabalham na atual gestão ou tem ligações políticas, bem como, os familiares dos gestores que – em sua maioria – foram aprovados até “sem competência” para exercer os cargos.

Além disso, segundo denúncias obtidas pelo Blog Kléverson Levy, indicações políticas já estavam ‘orquestradas’ dentro do Poder Executivo e o PSS serviu – apenas – de justificativa para que o Ministério Público de Alagoas MPE-AL) se manifestasse a favor da licitude do processo seletivo.

E agora?

“Reclamar aqui no Instagram ou rede sociais de nada vai adiantar, façamos melhor, denuncie essa fraude no Ministério Público, pois não houve nenhum respeito a constituição e muito menos ao povo. *Art. 37. ‘A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência’. Segue a abaixo endereço, site, telefone do Ministério público de Alagoas”, escreveu uma seguidora.

O que também chama atenção é o que mostram imagens enviadas ao Blog Kléverson Levy, onde profissionais foram aprovadas duas vezes para uma mesma Secretaria.

Apesar de justificativa de que o erro foi da Secretaria Municipal de Administração, coincidência ou não, várias pessoas seguiram o mesmo ritual de classificação em dois locais para única Secretaria Municipal.

“É realmente uma falta de respeito o que houve nessa seletiva. Como é possível que o jovem da cidade tenha oportunidade de emprego se não é oferecido isso a ele? Nessa lista tem vários nomes de pessoas que já trabalham na prefeitura e isso é inadmissível. Retiraram pontos de pessoas comprovadamente capacitadas para o serviço para fazer indicações políticas indiretas nesse processo. UMA VERGONHA!”, questionou uma outra seguidora.


Concurso 2016

Por outro lado, o que se debate – após a divulgação do PSS 2021 – é que os concursados de 2016 não foram convocados para assumirem seus cargos. Em fevereiro deste ano, o MPE-AL requereu, e o Poder Judiciário deferiu, a nomeação de novos servidores no município.

O pedido para cumprimento de sentença foi ajuizado pelo promotor de Justiça, Maurício Mannarino, da 2ª Promotoria de Justiça da cidade, após a gestão atual publicar edital para a contratação de 46 prestadores de serviços.

Leia + AQui: MPE-AL requereu e Justiça defere pedido para nomeações de concursados em Coruripe

O Executivo deveria nomear os candidatos aprovados, em até 30 dias, após a intimação da decisão do juiz Filipe Munguba, e a posse dos novos servidores no prazo de 30 dias, sob pena de multa de R$ 50 mil para o secretário municipal de Administração e Gestão.

Até hoje, nada!

Promotor Maurício Mannarino ingressou – em fevereiro – com um pedido no judiciário para que as vagas fossem preenchidas pelos aprovados/ Fotos: Assessoria

“Um tapa na “cara” da sociedade humilde, dos cidadãos que de forma honesta foram aprovados no concurso público e que tinham esperança de se tornarem funcionários público e, infelizmente, mesmo com a solicitação do Ministério Público para que fossem convocados os aprovados no último concurso público, o município não cumpriu com a solicitação e ainda vai contratar via PSS. Este será o 2º processo seletivo realizado em Coruripe, no período de aproximadamente dois (2) anos, visto que, no ano de 2019, quando o concurso público ainda estava em validade, tinha sido realizado um PSS. Agora, mesmo depois de idas e vindas, mesmo depois de solicitação do MP, mais um processo seletivo realizado! Infelizmente, a sociedade tem caminhado a passos largos para a sua própria devastação. Os interesses políticos estão acima de tudo e de todos e que a justiça é praticada para satisfazer – apenas – os interesses político. Quem de fato, e de direito é merecedor da justiça, a tendência é que os Tribunais de Justiça se tornem, apenas, a extensão da Prefeitura, onde quem dita as “regras e faz justiça é o prefeito”. Isso é uma vergonha! A constituição está perdendo a sua validade e, provavelmente, o código de ética da sociedade será estabelecido e determinado pelo Poder Político”, desabafou um leitor concursado que prefere o anonimato.

Em Tempo!

Todos sabem que esses Processos Seletivos (PSSs) nada mais é que uma maneira dos gestores contratarem pessoas e aliados para cumprir, principalmente, promessas de campanha.

O PSS 2021, após todas informações contidas nesta matéria, fica claro que é apenas para dar uma satisfação ao povo, mas que os currículos já estavam escolhidos pelos próprios gestores, inclusive, o prefeito, os secretários e vereadores.

Mais uma questão a ser resolvida pelo Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE-AL) e os promotores da Comarca de Coruripe. Afinal, esse resultado do PSS em Coruripe causou indignação, revolta e população cobra posição das autoridades.

É isto!

#VidaQueSegue

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *