;

BLOGS

No dia em que Brasil atinge a marca de 500 mil mortos – um grito ecoa: Fora Bolsonaro!

Atos contra o Presidente Bolsonaro, em Palmeira dos Índios, e em mais 500 cidades do país e do exterior, repercutem em meio à pandemia enquanto o Brasil chega à marca de 500 mil (meio milhão) de mortos pela covid-19. As manifestações acontecem em praticamente todos os Estados e no Distrito Federal.

Os manifestantes criticam o governo pelo seu negacionismo à vacina e à ciência, bem como, pedem o impeachment de Bolsonaro com gritos e faixas com os dizerem “Bolsonaro genocida”, “Fora Bolsonaro!” ”Ninguém aguenta mais!”. Eles também pedem a extensão do auxílio emergencial, com valor de R$ 600 (hoje o governo paga entre R$ 150 e R$ 375), a vacinação em massa contra a covid-19. A Educação e a política ambiental do governo também são alvos de críticas…

Com apoio de Lideranças Indígenas, Quilombolas, Sindicatos, Representantes das Pessoas com Deficiência, Associações, Vereadores, Secretários Municipais, Professores, Profissionais Liberais, Militantes dos Direitos Humanos, Intelectuais, Poetas, Artistas, Estudantes Secundaristas e Universitários, liderados pelo Professor e Multiartista Cosme Rogério, a manifestação em Palmeira dos Índios, percorreu as principais ruas do Centro da cidade, com palavras de ordem e críticas ao des/governo Bolsonaro, que nada fez – a não ser negar as medidas protetivas, atrasar a compra das vacinas e discursar contra o uso de máscaras e fazer apologias à imunidade de rebanho e ao tratamento precoce sem comprovação científica.

É digno de nota falarmos dos muitos comportamentos, tanto os prós e, também, os contra, durante o percurso da manifestação. Pois, houve momentos de quase afronta, quando militantes pró-governo, gritavam frases de apoio a Bolsonaro. No entanto, com um discurso que buscou sempre a informação e não o confronto, que faz pensar fora da caixa e não aliena, tampouco leva à intolerância; antes ensina a aceitar as diferenças e vê nisto, uma qualidade essencial à convivência urbana… Os manifestantes continuaram seu percurso até a Praça da Independência, onde culminou com as falas de várias lideranças.

Nota do Colunista:

“Em tempos em que o governo se militariza cada vez mais… Onde o culto à personificação do Presidente se acentua… E com os ataques às Instituições Democráticas – STF, Congresso Nacional, Judiciário – não param… A sombra do fascismo, cujas características mais básicas, acabei de citá-las, aumenta perigosamente, mais uma vez em nosso Brasil… Infelizmente, é preciso lembrar sempre, uma vez que: OS HISTORIADORES, CUJO OFÍCIO É LEMBRAR O QUE OS OUTROS ESQUECEM, TORNAM-SE MAIS IMPORTANTES DO QUE NUNCA (Eric Hobsbawm)… “Que um Povo que não aprende a sua história, está condenado a repeti-la”. NÃO É PRECISO MUITO PARA ENTENDER O MOMENTO EM QUE O PAÍS ESTÁ VIVENDO. E, A DESPEITO DOS MUITOS GOVERNOS QUE ANTECEDERAM ESTE QUE AÍ ESTÁ, OS QUAIS TIVERAM SEUS MUITOS PROBLEMAS COM UMA CORRUPÇÃO EXTRATOSFÉRICA, NENHUM DELES FOI UMA AMEAÇA À DEMOCRACIA. AO CONTRÁRIO, A RESPEITARAM, BEM COMO ÀS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS, QUE DEVEM, CADA VEZ MAIS, SE FORTALECEREM. POR ISSO, NOSSO APELO AO POVO BRASILEIRO – NÃO ABRAM MÃO DA SOBERANIA – QUE É ÚNICA E EXCLUSIVA DO POVO.”

Respeitosa e Constitucionalmente falando, que não seja através de um golpe, mas de maneira democrática: FORA BOLSONARO!!! Ninguém aguenta mais!!!

 

Link do Vídeo Abaixo:

#forabolsonaro #19jforabolsonaro #atocontrabolsonaro #afavordademocracia #contraofascismo

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *