;

BLOGS

Adrien Brody se arrepende de ter recusado papel em ‘O Senhor dos Anéis’

Há 20 anos atrás, estreiava nos cinemas a clássica franquia “O Senhor dos Anéis”, do cineasta, produtor e roteirista neozelandês Peter Jackson. Apesar de tanto tempo, a franquia continua trazendo novidades. A novidade da vez, é o arrependimento do ganhador do Oscar de Melhor Ator, pelo filme “O Pianista”, Adrien Brody, que recusou um papel na icônica franquia.

Ao todo, a franquia encabeçada por Jackson ganhou da Academia de Hollywood 17 estatuetas num total de 30 indicações. O recorde de premiações, não foi apenas pela sua superprodução, mas pelo seu enredo, pelo seu envolvimento com o público, além da trilha sonora épica composta pelo compositor canadense Howard Shore exclusivamente para os filmes – a franquia rendeu a Shore o Oscar de Melhor Canção Original (em conjunto com Annie Lennox e Fran Walsh) e Melhor Trilha Sonora Original. Os atores também tiveram indicações individuais – Ian McKellen foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, na edição 2002.

Ian McKellen como Gandalf

Voltando a Brody, o estadunidense não é o único ator que recusou participar da película de sucesso. O ganhador do Oscar de Melhor Coadjuvante, Sean Connery (1930-2020), marcado como o primeiro a encarnar o icônico agente britânico James Bond, da franquia 007, também recusou atuar na franquia de Peter Jackson.

Brody revelou o amargo arrependimento em entrevista à revista GQ. A sensação veio logo depois de ver “A Sociedade do Anel” (2001) na tela. Sean Connery também lamentou ter recusado integrar o elenco do filme – indicado a 13 categorias na edição de 2002 do Oscar, o primeiro filme da trilogia de Jackson venceu quatro prêmios (Melhor Maquiagem, Melhores Efeitos Visuais, Melhor Fotografia e Melhor Trilha Sonora).

“Eu, de alguma forma, não entendi. Não sei para que papel eu teria sido adequado, mas era algum personagem parecido com um hobbit. Eu estava procurando por outra coisa. Lembro-me de ter ido ver ‘O Senhor dos Anéis’ no cinema com uma ex-namorada”, começou Adrien Brody.

Se atualmente alguém questiona a decisão dele, na hora o ator foi interpelado pela então namorada.

“Ela se virou para mim e disse: ‘você passou adiante O Senhor dos Anéis?!’ Lembro de me sentir tão estúpido. Mas não acho que teria conseguido o papel de Jack no “King Kong” de Peter”, completou o ator.

 

King Kong:

Anos depois, Brody trabalhou com Peter Jackson. Adrien Brody estrelou ao lado de Jack Black, Naomi Watts, Thomas Kretschmann e Kyle Chandler “King Kong”, lançado em 2005 – o longa também foi indicado ao Oscar em quatro categorias, vencendo três delas: Melhor Edição de Som, Melhor Mixagem de Som e Melhores Efeitos Visuais.

Brody e Naomi Watts em King Kong

“E foi algo tão maravilhoso. Digo, ‘King Kong’ é uma história muito incrível e icônica. Peter a contou tão bem, com tanto coração; ele é um cineasta muito corajoso”, acrescentou Brody.

“Fizemos uma estreia na Times Square e eles fecharam toda a Times Square. O prefeito estava lá e nos apresentou a cidade. Foi um grande negócio. Meu rosto foi imortalizado em um copo de refrigerante do McDonald’s. Quando isso acontece para alguém?”, concluiu o ator.

Brody, Watts e Black na divulgação de King Kong

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *