;

BLOGS

Aziz e Calheiros comandam, no Senado, a CPI do nada

Aziz e Calheiros comandam, no Senado, a CPI do nada.

Desde o momento em que o senador Randolfe Rodrigues (REDE/AP), protocolou pedido de instalação de CPI no Senado, para investigar eventuais omissões do Presidente da República no combate à COVID -19, que congressistas e parte dos brasileiros perceberam que o verdadeiro propósito do senador, era retaliar Bolsonaro e criar um palanque eleitoral com acesso à velha imprensa, amiga e aliada da esquerda.

Randolfe, protocolou seu pedido em 4/02/2021, focado apenas no governo federal. A instalação da Comissão somente foi efetivada, após o STF determinar que o Senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), providenciasse, com urgência, meios para instalar a CPI. Por sua vez, o senador Randolfe só não espera que Pacheco, na condição de Presidente do Senado, estendesse as investigações a prefeitos e governadores, atendendo ao pedido do Senador Eduardo Girão (Podemos/CE).

Instalada a CPI, Bolsonaro foi, de logo, derrotado por 7×4 na sua formação. Dos seus 11 membros titulares, 4 são aliados do governo, Ciro Nogueira (PP/PI), Jorginho Mello (PL/SC), Marcos Rogério (DEM/RO) e Eduardo Girão (Podemos/CE) e, 7 são inimigos, Omar Aziz (PSD/AM), Renan Calheiros (MDB/AL), Randolfe Rodrigues (REDE/AP), Humberto Costa (PT/PE), Eduardo Braga (MDB/AM), Otto Alencar (PSD/BA) e Tasso Jereissati (PSDB/CE.

Com essa formação, tornou-se impossível se ter uma atuação imparcial dos membros da CPI, que tem como presidente, Omar Aziz, Randolfe Rodrigues, como vice-presidente e o velho coronel político das Alagoas, José Renan Vasconcelos Calheiros.

Com essa formação, a CPI passou a ter baixa credibilidade diante da população brasileira e seu descrédito aumentou quando o STF concedeu Habeas Corpus ao General Pazuello, desobrigando-o de falar na CPI. O descrédito aumento mais ainda com a recente decisão da Ministra Rosa Weber, que autorizou ao Governador Wilson Lima (PSC), Amazonas, a não comparecer na CPI para depor. Esta decisão da Ministra Rosa, deverá ser estendida aos demais governadores e aos prefeitos convocados pela CPI da COVID-19, o que a transforma na CPI do nada, capitaneada por Aziz e Calheiros.

NOTAS:

Úrsula von der Leyen, presidente da Comissão da União Europeia.

COVID-19 NA EUROPA: Europeus propõem investigar sua origem

Líderes da União Europeia, em recente reunião realizada em Bruxelas, criticaram a Organização Mundial da Saúde (OMS) pelo resultado “insuficiente e inconclusivo”, de um inquérito inicial aberto em janeiro e concluído em fevereiro deste ano e pediram que a OMS realize um estudo investigatório irrestrito, sobre a origem da pandemia da Covid-19, que se iniciou na China.

Na oportunidade a presidente da Comissão Europeia, Úrsula von der Leyen, disse que “Investigadores precisam de acesso completo ao que for necessário, para realmente encontrar a fonte desta pandemia” e pediu para que seja realizado um segundo inquérito transparente, livre de interferências e baseado em indícios, inclusive na China.

COVID-19 NO BRASIL: Senadores investigam Bolsonaro

Enquanto na Europa todos estão buscando a origem da pandemia da Covid-19, no Brasil uma CPI instalada no Senado, por determinação do STF, investiga eventuais falhas e omissões do Governo Federal, na condução do combate à pandemia do coronavírus, com o claro objetivo de enfraquecer eleitoralmente o Presidente Jair Bolsonaro, objetivando lhe tirar da chefia do Poder Executivo, através de um impeachment ou da eleição futura para Presidente. Resta-nos esperar, passivamente, para ver o resultado final dessa estratégia

Foto Pablo Valadares Câmara dos Deputados

Presidente da Câmara dos Deputados, alagoano Arthur Lira(Foto Pablo Valadares – Câmara dos Deputados)

ARTHUR LIRA: Ordem do Mérito da Defesa

O Deputado Federal Arthur Lira (PP/AL), Presidente da Câmara dos Deputados, foi condecorado na quinta-feira, dia 10/06, com a medalha da Ordem do Mérito da Defesa. Esta condecoração, criada pelo Decreto nº 4.263/2002, tem como objetivo premiar personalidades civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que prestarem relevantes serviços às Forças Armadas do Brasil e os militares que se houverem distinguido no exercício da profissão.

COPA AMÉRICA: Judicialização no STF

Atualmente temos centenas de jogos sendo realizados no Brasil e muitos outros jogos de futebol e outras competições esportivas sendo realizadas fora do Brasil, com participação de atletas brasileiros.  Aqui está em andamento o Campeonato Brasileiro Séries A, B, C e D, e a Seleção Brasileira participando das eliminatórias da Copa do Mundo.

Sobre a realização dessas competições, ninguém fala nada contra, nem a imprensa, nem os políticos, nem jogadores e técnicos, enfim, ninguém reclama. Ao contrário disso, sobre a Copa América, que é apoiada pelo Presidente Jair Bolsonaro e não será tramita pelo Globo, até os iluminados capitães da CPI da Covid estão botando os bedelhos e ainda se está tendo a judicialização com a finalidade de obter, no tapetão do STF, a proibição da Copa, no Brasil.

Arquivo

CRB, novo carrasco do Palmeiras.

CRB: O “galo” comeu o “porco”

A importante vitória do Clube de Regatas Brasil, o CRB, também chamado de “Galo”, pelos seus torcedores, por 4×3, nos pênaltis, diante da Sociedade Esportiva Palmeiras, também chamada de “Porco”, causou um estrago monumental no time paulista, eliminando-o da Copa do Brasil e lhe causando um prejuízo de R$ 10 milhões, segundo informações veiculas pela imprensa esportiva de São Paulo.

O CRB é a segunda equipe alagoana a tirar o Palmeiras da Copa do Brasil. A primeira vez, em 2002, o carrasco do rameiras foi o ASA, depois de vencer o Alviverde paulista em pleno Parque Antártica e sob a direção do então técnico internacional, Vanderlei Luxemburgo.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *