;

NOTÍCIAS

In: ,

Prefeito-imperador perde a “coroa” do MDB para Renato Filho do Pilar

Por Redação

Prefeito-imperador assiste nova estrela do MDB  Renato Filho em reunião ontem à noite (27)

Ontem (27) o MDB se reuniu em sua sede no bairro da Jatiúca em Maceió para apresentar sua chapa de pré-candidatos a deputados-estaduais e filiações de novas lideranças ao partido, comandado no Estado pelo Senador Renan Calheiros.

De Palmeira dos Índios, presentes, o prefeito-imperador Julio Cezar e seu sogro, o contador da prefeitura que dirige, Carlos Roberto Rocha.

Antes da reunião, pelos meios de comunicação pagos pelo erário, o prefeito-imperador anunciou que participaria do ato político sugerindo que poderia aparecer uma grande novidade eleitoral para Palmeira dos Índios e que sua esposa Karla Silva poderia ter sua pré-candidatura retirada.

Para surpresa do prefeito-imperador, ao chegar na reunião, se deparou com o colega de mandato Renato Filho, do Pilar, que estava desembarcando nas hostes emedebistas, frustrando a ilusão do colega palmeirense.

Segundo fontes, o sentimento de frustração do prefeito-imperador foi gigantesco. Vaidoso, motivo de risadas entre os políticos, viu sua “coroa” ser tomada pelo prefeito da “Terra do Bagre”, que é um dos melhores avaliados do país.

Renato Filho seria uma espécie de “Plano B” do MDB como candidato ao governo em outubro, caso o partido não realize uma aliança branca com o grupão da Assembleia ou as federações partidárias engesse possíveis acordos.

E outro fato teria alertado o imperador que o deixou cabisbaixo: a chapa do MDB para a Assembleia revelou densidade eleitoral com nomes de peso como Maurício Quintella, Ronaldo Medeiros, Fátima Canuto, Flávia Cavalcante, José Wanderley, Galba Novaes, entre outros, o que dificilmente dará chances a novatos de emplacar um mandato, sequer uma primeira suplência.

Já compromissado publicamente em lançar a esposa Karla Silva, inexperiente na política, como candidata a deputada-estadual, o prefeito-imperador teria levado um xeque-mate e deverá jogá-la na arena eleitoral para os leões mais experientes.

A situação política do prefeito-imperador agora virou constrangedora, pois terá que vencer os entraves eleitorais em seu “reduto”, onde vereadores e lideranças não acompanham sua esposa Karla Silva e tentar driblar a fiscalização do uso da máquina pública para fins eleitorais.

Bastante verificar os 300 contratados que foram colocados para fora nesta sexta (28).

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *