;

NOTÍCIAS

In:

Nenhum dos quinze vereadores votará na primeira-dama de Palmeira; veja a preferência de cada um

Por Redação

Palmeira dos Índios virou a terra das novidades. Depois do Prefeito-imperador destruir o Açude do Goití, cartão postal da cidade e construir um letreiro no alto da serra imitando Hollywood, tudo é possível.

Na atualidade, a terra dos artistas canastrões (que nos perdoe Jofre Soares), principalmente os atores da seara política, onde quem está iniciando a atividade dá nó em pingo d’água virou palco de comédia. Talvez por isso à exaltação à nova “Rolliud brasileira”.

Na semana passada para deleite da realpolitik e surpresa de muitos, o governador Renan Filho (MDB) reservou um feed de seu instagram para anunciar a pré-candidatura da primeira-dama de Palmeira dos Índios Karla Cavalcante à Assembleia Legislativa.

Os mais calejados nas tratativas políticas sabe que o anúncio teve o condão de amarrar mais ainda o escorregadio prefeito de Palmeira dos Índios, que se deixar à vontade firma compromisso para outubro com vários candidatos.

Segundo o deputado Inácio Loyola, em discurso na Assembleia, o prefeito palmeirense se equipara a “Nequinho de Véio”, personagem folclórico do sertão alagoano que em épocas de eleição vendia seu único voto à vários candidatos.

E o governador Renan Filho garante com o anúncio mais uma candidatura feminina pro seu partido, o MDB coisa difícil nos tempos atuais.

Mas, não sabe Renan Filho que a ideia não soou bem na terra onde ele prometeu construir um hospital e duplicar a rodovia até Arapiraca (que anda a passos de tartaruga).

O que salva Palmeira dos Índios hoje do ostracismo são os quilômetros de asfalto derramados nas vias de paralelepípedos do “Programa Cidade Linda” do governo estadual, que é realizado nos 102 municípios alagoanos.

Nas redes sociais – termômetro atual para avaliar o potencial de pré-candidatos, apenas constrangidos servidores comissionados da municipalidade exaltaram a “boa nova”, após forçada sugestão da “chefia”.

Acordo pela “governabilidade” não inclui candidatura de primeira-dama

A candidatura da primeira-dama, principalmente na Câmara de Vereadores, onde atua outros atores da política local não teve sequer importância, mesmo tendo estes mais de uma banda da gestão do “imperador”.

Nenhum dos 15 vereadores votará ou apoiará a primeira-dama. O sucesso ou fracasso da eleição da senhora Karla Cavalcante, esposa do prefeito palmeirense será de inteira responsabilidade dele.

Na Câmara de vereadores, oito deles estão comprometidos (até financeiramente) com Ângela Garrote (PP), a deputada que tenta a reeleição e a que foi mais atingida com o anúncio da pré-candidatura da primeira-dama, porque de certa forma tomará uma parcela de seu eleitorado, mesmo que pequena. São eles: Toninho Garrote, Pedrinho Gaia, Madson Monteiro, Carlos Guruba, Edinho Queiroz, Sidny Targino, Fabio Targino e Maxuel Feitosa.

Outro vereador Cristiano Ramos apoiará a reeleição do deputado Leo Loureiro; Sheila Duarte (PT) apoia mais uma vez Ronaldo Medeiros (MDB); Adelaide França e seu marido tem compromisso com o deputado estadual Yvan Beltrão. Salomão Torres já enalteceu em discurso seu candidato à Assembleia Dudu Ronalsa; Roninha Raimundo vota no irmão Marcelo Victor; Dindô apoia Gilvan Barros Filho e Geraldinho Ribeiro tem compromisso eleitoral há anos com Silvio Camelo.

Como os vereadores detém mais da metade das secretarias sob o comando, restará pouco para a primeira-dama angariar votos. Terá que contar com sua ‘simpatia’ e o ‘prestígio’ do marido, qualificações que são notáveis em Palmeira.

Como perguntaria Pantaleão, antigo personagem do saudoso Chico Anísio. “É mentira, Terta?”

Compartilhe:
Tags: ,,,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *