;

NOTÍCIAS

In:

Artigo de alagoanas publicado na Research, Society and Development analisa problemas no mercado da Harmonização Facial

Por Assessoria

Com a popularização da Harmonização Facial entre famosos e no debate público, a Research, Society and Development publica o artigo “Atendimento humanizado em harmonização orofacial: revisão integrativa da literatura”, repensando questões da área da estética como os exageros nos procedimentos, a ideia de humanização para o mercado e, também, com o objetivo de consolidar uma ideia de novo protocolo para o campo. O artigo é de autoria da Dra. Palmyra Santa Rosa e Dra. Joedy Santa Rosa, resultado de um projeto de pesquisa de iniciação científica com estudantes de odontologia.

Nas Buscas do Ano divulgada pelo Google, relatório anual da plataforma sobre temas mais pesquisados, “ácido hialurônico” foi o segundo termo mais procurado dentro do campo da beleza. O Ácido Hialurônico é um ativo produzido naturalmente pelo corpo e muito utilizado nas Harmonizações Faciais, cada vez mais aderidas pelos famosos e comentadas nas redes, entre elogios aos resultados positivos e críticas aos seus resultados artificiais.

Com aumento anual crescente, o Brasil já é líder mundial em cirurgias plásticas e procedimentos estéticos, cerca de 13,1% do total, segundo números da International Society for Aesthetic Plastic Surgery (ISAPS na sigla em inglês). “Apesar da crescente procura, a Harmonização não é moda. Moda é tendência e isso vai e volta. Harmonização é ciência. O que aconteceu foi um modismo, das pessoas olharem as celebridades e imitarem os casos. Os procedimentos existem como opção do tratamento para incômodos”, comenta a Dra. Palmyra Santa Rosa. “É preciso existir esse equilíbrio do bom senso e da ciência”, explica a dentista.

O artigo foi realizado a partir da revisão de literatura da área da saúde, psicologia e dados de experiência clínica coletados em mais de 100 atendimentos. As pesquisadoras argumentam que deve-se ter entendimento que o paciente é um ser completo, que ao momento em que procura ajuda de um profissional da saúde, traz consigo toda a sua bagagem emocional, cultural, que lhes confere medos, frustrações, dúvidas, expectativas e esperanças individuais.

A popularização dos exageros no campo da Harmonização rendeu também um fenômeno reverso, que se trata da grande leva de famosos que se arrependeram do procedimento e reverteram os resultados em busca de maior naturalidade. Um dos exemplos é o cantor Lucas Lucco, que após fazer preenchimento, comentou em entrevistas que parou de se reconhecer nos clipes e filmagens, chegando ao ponto de remover todo preenchimento feito. “A harmonização não é um padrão. É uma opção de valorizar o que há de beleza em cada um”, defende a profissional.

No argumento do artigo, a Harmonização Facial precisa adentrar um novo paradigma que resgate a humanização do atendimento: ouvir, acolher; esclarecer; sanar dúvidas, permitindo que o paciente participe do seu plano de tratamento. A partir disso, as pesquisadoras exploram a teoria de um novo protocolo e planejam lançar um livro descrevendo esse processo. Entre as características do protocolo estão métodos multidisciplinares que abarcam assistência psicológica, enfoque em consultas clínicas prévias e prontuário detalhado.

“No diagnóstico, o profissional deve observar as características faciais do paciente, Através da análise facial, que pode ser: de maneira subjetiva, onde serão feitas marcações de pontos, linhas e ângulos, sendo possível uma comparação com referências do padrão de normalidade, e de maneira objetiva que será feita durante a avaliação, com exame clínico e fotográfico”, explica a pesquisa.

Sobre a Dra. Palmyra Santa Rosa

Dra. Palmyra Santa Rosa é cirurgiã dentista com formação na Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Após a especialização em odontogeriatria, a Dra. Palmyra Santa Rosa partiu para os estudos relativos ao envelhecimento, estética e saúde. Hoje, é uma das especialistas em Harmonização Orofacial mais importantes do país, com dezenas de milhares de seguidores nas redes e atendimentos em todo o Brasil.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *