;

NOTÍCIAS

In:

Após repercussão negativa, prefeito de Palmeira pede desistência de ação criminal contra radialista

Por Redação

Antonio Oliveira

No último dia 6 de dezembro, o prefeito de Palmeira dos Índios Júlio Cezar (MDB) pediu a desistência da ação criminal contra o radialista Antonio Oliveira (Difusora e Radio Sampaio) por ter lhe tecido críticas em seu programa esportivo.

A motivação do processo (número 0701160-15.2021.8.02.0046)  se deu porque após uma partida do CSE contra o CSA em maio de 2021, o radialista lamentou o fato do prefeito ter levado a imprensa de Maceió (que foi à Palmeira dos Índios cobrir a partida do Campeonato Alagoano) para jantar em um restaurante de luxo na Serra do Goití e não convidou a imprensa local para o “rega-bofe”.

A notícia do processo contra o radialista repercutiu negativamente em toda imprensa alagoana pelo fato do radialista e narrador esportivo Antonio Oliveira, ser conhecido em toda Alagoas e considerado por muitos um profissional de conduta retilínea, sem máculas em sua carreira radiofônica.

Profissionais do setor classificaram na época a atitude do “imperador” como mesquinha e de perseguição, uma tentativa de intimidar o profissional do rádio.

No pedido de desistência da ação protocolado no mês passado, o advogado do prefeito escreve que “o requerente ajuizou a presente medida com o intuito de obter esclarecimentos acerca da  manifestação proferida pelo requerido durante programa de rádio, cujo teor configurava possível ataque à sua honra. Contudo, reconhecendo que a presente medida possui caráter meramente preparatório para ajuizamento de ação penal privada, e que o requerente não pretende dar seguimento a esta em razão da consideração que nutre por todos que compõem a Rádio Sampaio AM de Palmeira dos Índios, verificou-se o esvaziamento da pretensão“, finalizou.

Compartilhe:
Tags: ,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *