;

NOTÍCIAS

In:

“Quem não está vacinado é um vetor de produção natural de novas variantes da Covid-19”, diz Ayres, ao reforçar pedido para que alagoanos concluam ciclo vacinal

Por Josenildo Torres

Alexandre Ayres concedeu entrevista à TV Pajuçara para ressaltar que população deve concluir o esquema vacina para evitar surgimento de variantes da Covid-19

Com a confirmação de que o Brasil registrou casos da variante da Covid-19, denominada de Ômicron, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, reforçou o pedido para que os alagoanos concluam o esquema vacinal. O apelo ocorreu durante entrevista à TV Pajuçara, na noite dessa terça-feira (30), quando o gestor destacou o perigo que pessoas não vacinadas podem causar.

De acordo com Ayres, a melhor medida de prevenção contra o vírus é a vacinação. “A gente tem acompanhado com muita atenção o que está acontecendo ao redor do mundo. Tivemos a confirmação de dois casos da variante Ômicron aqui no Brasil. Isso era inevitável, assim como aconteceu com a Delta. Essa decisão de fechamento de fronteira em relação aos países da África é paliativa. O que os países da Europa, e inclusive o Brasil, que tem a produção do Butantan, precisam fazer, é encaminhar vacinas para os países africanos e ajudar na vacinação. Sem essa medida conjunta dos países que estão mais avançados, nós continuaremos tendo problemas. Quem não está vacinado é um vetor de produção natural de novas variantes”, salientou.

Ayres destacou que ainda não é o momento de tomar nenhuma decisão para um novo protocolo de medidas de distanciamento, e que isso só será avaliado após uma reunião com o corpo técnico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e com o Ministério da Saúde (MS).

“Lá em outubro, quando dialogamos com o seguimento de eventos e foi permitida a flexibilização, eu fiz uma ressalva e, de maneira transparente, deixei claro que, caso houvesse uma mudança, caso houvesse um aumento no número de casos ou até o aparecimento de uma variante de maior gravidade, nós não iríamos pensar duas vezes em continuar com o objetivo de proteger as vidas. Então, todos foram comunicados da priorização do Governo de Alagoas. Aqui a gente está com um foco único, que é de salvar a vida das pessoas. Mas ainda não é o momento de tomar essa medida. A variante chegou e nós estamos acompanhando. Já se sabe que ela tem uma transmissibilidade maior, mas, até agora os seus sintomas têm sido considerados como leves. Então a gente vai observar para não tomar nenhuma medida precipitada”, disse.

Boletim Epidemiológico – O último Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) confirmou 19 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o Estado tem um total de 241.490 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 99 estão em isolamento domiciliar. Outros 234.842 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 2.939 casos em investigação epidemiológica. Foram registradas duas mortes por Covid-19 em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 6.352 óbitos por Covid-19.

 

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *