;

NOTÍCIAS

In:

Rede estadual alagoana reduz evasão escolar em mais de 68%

Por Ana Paula Lins e Rafaela Pimentel

Com intensificação das ações de Busca Ativa em Alagoas, Educação apresentou uma queda expressiva de 35 mil para 11 mil alunos fora de sala de aula desde o início das atividades presenciais. Fotos: Jonathan Lins e Thiago Ataíde

A rede estadual de ensino de Alagoas conseguiu reduzir a evasão escolar de seus estudantes em 68,5%. Segundo dados apurados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) junto às Gerências Regionais de Educação (Geres), o número de evadidos – que, no início das aulas presenciais em agosto deste ano, era de 35 mil alunos – teve uma queda expressiva, baixando para 11 mil atualmente. Ou seja, 24 mil estudantes retomaram seus estudos em plena pandemia.

Um resultado que foi possível graças ao incessante trabalho realizado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Geres, escolas estaduais e diversos parceiros em ações de Busca Ativa. Prática já existente na rede estadual, o programa consiste no resgate de alunos afastados do ambiente escolar e, com o avanço da pandemia foi intensificada em diversas iniciativas que contam com o apoio da Unicef.

Secretário Rafael Brito destaca importância da Busca Ativa. Foto: Jonathan Lins

“Alagoas conquista agora uma das maiores reduções de evasão escolar do país, fruto de trabalho técnico, sério e com muito amor pela educação. A intensificação do trabalho de Busca Ativa tem impacto determinante nestes resultados, são quase 25 mil estudantes que retornam para a sala de aula, para o espaço mais seguro para eles nesse momento. O governador Renan Filho nos tem cobrado e nos dá todas as ferramentas para avançarmos ainda mais, continuarmos alertas e sempre comprometidos em zerar a evasão no nosso estado. Lugar de aluno é na escola”, avalia o secretário da Educação, Rafael Brito.

Articulação

E não faltou criatividade na hora de executar ações para atrair esses estudantes de volta às escolas: ligações telefônicas aos familiares, divulgação da campanha em meios de comunicação e redes sociais e até caminhadas de conscientização.

A coordenadora estadual da Busca Ativa pela Seduc, Dileusa Costa, destaca a importância das ações articuladas para se chegar a este resultado. “Os municípios também têm realizado um excelente trabalho e a cooperação mútua entre Município e Estado tem sido fundamental para o êxito destas campanhas”, frisa.

O trabalho não para

De acordo com o levantamento promovido pela Seduc, os motivos que levam 11 mil alunos a permanecer longe da escola são diversos: a crise socioeconômica que forçou muitos a ingressarem no mercado de trabalho, casamentos, mudanças de cidade, medo de se contaminar com o COVID-19 e falta de incentivo da própria família. E é por isso que o trabalho de Busca Ativa não para, pois se trata de um exercício diário de conscientização.

“Não podemos parar, a nossa meta é não deixar ninguém para trás. Fora da escola não pode e vamos continuar efetuando todas as estratégias para combater o abandono escolar”, avisa Dileusa.

Estratégias

Vale ressaltar que, além da Busca Ativa, o Estado de Alagoas empreendeu uma série de ações para garantir um ambiente seguro no retorno às aulas presenciais. Exemplo disso foi a alocação de recursos do programa Rumo às Aulas para que as escolas adequassem seus espaços físicos para o cumprimento dos protocolos sanitários, vacinação dos profissionais da Educação Básica e avanço na imunização dos estudantes adolescentes e retomadas das aulas em sistema híbrido, com o comparecimento de 50% da capacidade de cada turma e revezamento semanal entre as mesmas.

Outro instrumento que fortalece a Busca Ativa é a Lei 8.519 sancionada pelo governador Renan Filho no último dia 07 e que estabelece que as escolas públicas alagoanas devem comunicar aos pais ou responsáveis as ausências injustificadas dos estudantes em sala de aula “visando à adoção de medidas necessárias que possam vir a garantir a segurança e a integridade física do aluno”.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *