;

NOTÍCIAS

In:

“O combate à pobreza menstrual é uma questão de saúde pública”, diz Teca Nelma

Por Assessoria

“A distribuição gratuita de absorventes por meio do Estado é uma discussão sobre a garantia dos direitos das nossas mulheres e meninas”, disse a vereadora Teca Nelma após o presidente Bolsonaro vetar o projeto que previa a oferta gratuita desse item. Em Maceió, a vereadora já protocolou um projeto de lei que institui ações de promoção da dignidade menstrual, inclusive prevendo o fornecimento gratuito de absorventes para beneficiárias do Bolsa Família e programas similares.

“A menstruação é um processo natural e milhares de pessoas ao redor do Brasil vivem esse processo de forma precária. Pessoas que menstruam e se encontram em situação de vulnerabilidade, na falta de absorventes, utilizam de meios indevidos para conter o fluxo menstrual, podendo causar graves problemas de saúde. Por esse motivo, protocolei esse projeto de lei. Precisamos reforçar que sim, a pobreza menstrual é uma questão de saúde pública e precisa da intervenção do Estado”, defendeu a vereadora.

O referido projeto de lei da vereadora Teca Nelma institui também no Calendário Anual de Eventos do Município o Dia da Higiene Menstrual com o intuito de naturalizar a discussão sobre corpos que menstruam e acerca da facilidade no acesso aos absorventes higiênicos. O projeto já foi aprovado em todas as Comissões da Câmara Legislativa e aguarda ser pautado em sessão ordinária da Casa.

Além do projeto de lei, a vereadora solicitou a realização de uma audiência pública para discutir políticas de promoção da dignidade menstrual em Maceió. “O contexto de desigualdade social em que vivemos nos obriga a discutir como a pobreza menstrual afeta a vida de cada adolescente e adulto que menstrua. Estamos falando sobre cerceamento de oportunidades, sobre acesso pleno à saúde e à informação. Precisamos defender que a dignidade menstrual chegue para todos”, reforçou Teca.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *