;

NOTÍCIAS

In:

Núcleo de Atendimento à Pessoa Idosa: Mais um serviço da Casa de Direitos disponível em Maceió e Arapiraca

Por Everton Dimoni

Núcleo de Atendimento à Pessoa Idosa: Mais um serviço da Casa de Direitos disponível em Maceió e Arapiraca. O equipamento fortalece as políticas de garantias de direitos e prevenção à violência na terceira idade. Fotos: Vitor Beltrão

O crescimento da população idosa no Brasil tem reforçado a necessidade de ações destinadas ao público com 60 anos ou mais. Em Alagoas, serviços orientados a pessoas nessa faixa etária estão sendo implementados pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) por meio dos Núcleos de Atendimento à Pessoa Idosa Vítima de Violência – NAPI, que funcionam nas Casas de Direitos de Maceió e Arapiraca.

Segundo o Superintendente de Prevenção à Violência e Promoção da Cidadania da Seprev, Charles Oliveira, as propostas de serviço incluem atuação na mediação e conciliação de conflitos, assessoria jurídica voltada para os direitos da pessoa idosa, intermediação e encaminhamento aos órgãos jurídicos, articulação junto aos órgãos assistenciais de proteção ao idoso, atendimento psicossocial, entre outros.

“Em casos de violência contra o idoso, por exemplo, nós acompanhamos a ocorrência de perto, realizando visitas e ofertando gratuitamente na Casa de Direitos assistente social, psicóloga e advogada. Dessa forma, buscamos oferecer o atendimento integral ao idoso, garantindo seus direitos e, consequentemente, integrando-o de forma digna na sociedade”, afirmou.

Em Arapiraca, o NAPI foi inaugurado na segunda semana de outubro e já alcançou mais de 30 atendimentos presenciais nesse período. O equipamento tem fortalecido as políticas de prevenção à violência e garantias de direitos na região Agreste, como explica o coordenador da Casa de Direitos de Arapiraca, Thomas Arthur.

“O núcleo foi criado para dar a atenção devida à pessoa idosa. Aqui o cidadão é avaliado por uma equipe multidisciplinar e é identificado a problemática existente para se tomar as devidas providências. Nosso objetivo é que o idoso saia da Casa de Direitos com todos os problemas resolvidos ou pelo menos com o encaminhamento necessário para tal”, diz o coordenador.

Sobre a eficiência do atendimento, Thomas ressalta o caso de um idoso natural de Arapiraca que contraiu uma dívida substancial fruto de consecutivos empréstimos bancários. Apesar de sua incapacidade de administrar o dinheiro da aposentadoria, ele teve sua situação financeira ignorada pela família.

“Ao tomarmos conhecimento do caso, o núcleo identificou o problema, foi feita uma ação de curatela e definido um tutor para o controle financeiro do idoso. Simultaneamente, ele está sendo acompanhado pela psicóloga do núcleo, o que é um diferencial do NAPI. São diversos pontos que estão sendo tratados para alcançar a resolução ideal na vida desse idoso”, enfatizou.

O Núcleo de Atendimento à Pessoa Idosa Vítima de Violência em Arapiraca funciona na Casa de Direitos, localizada na Rua João Paulo II, 50, no bairro Alto do Cruzeiro, com atendimento disponível das 8h00 às 17h00. Já em Maceió, o núcleo funciona na Casa de Direitos localizada na Praça do Mirante do Jacintinho, também de segunda à sexta-feira, das 8h00 às 17h00.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *