;

NOTÍCIAS

In:

Eleição OAB: Tardezinha reúne jovens advogados para debater a OAB-AL

Por Assessoria

Encontro aconteceu nesta quarta

A jovem advocacia alagoana reuniu-se nesta quarta-feira (13), no comitê de campanha de Ednaldo Maiorano e Manuela Gatto, candidatos à presidência e vice-presidência da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Alagoas, para o Tardezinha, com mais de 300 pessoas que, de forma leve, discutiu a situação desse nicho do Direito no estado.

Professora da área jurídica há 16 anos, Manuela Gatto auxiliou na formação de muitos profissionais e sabe das dificuldades que o jovem advogado encontra ao iniciar o exercício da profissão e entrar no mercado de trabalho. Ela aponta a formação continuada e a aproximação entre a OAB e as universidades como formas de diminuir as dificuldades encontradas pelos jovens advogados.

“É preciso que a OAB esteja presente na Universidade, explicando seu papel e sendo uma ponte já para os estudantes. É preciso que a Escola Superior de Advocacia [ESA] garanta capacitação técnica e teórica a todos os recém-formados. Acredito muito nessa linha de trabalho”, afirmou Manuela, que recebeu um buquê de flores, num gesto de homenagem por parte de seus ex-alunos e alunas.

Maiorano, advogado trabalhista há 25 anos, é também conhecido pelo acolhimento dado a todos os advogados e advogadas em audiências, fóruns e Varas judiciais. Não são poucos os relatos positivos de recepção aos jovens associados à sua figura. Ele diminui essa questão, mas é categórico em afirmar que não pode haver sectarismo dentro de uma gestão da OAB.

“Não é preciso passaportes para ter voz ativa e representativa dentro da advocacia de Alagoas. Quem disse isso a vocês mentiu. Nós teremos uma gestão plural, diversa, mas principalmente sem intermediários, sem aqueles que se apoderam dos projetos da jovem advocacia para se intitular os donos do futuro. Ninguém é dono da jovem advogacia além dos próprios advogados e advogadas que a fazem”, afirmou Maior.

Jovem advocacia

Charles Vieira ingressou na OAB-AL há um ano e votará em uma eleição da Ordem pela primeira vez. “Fui abraçado por muitos que estão aqui e sou testemunha para dizer que a chapa de Maiorano e Manuela não tem DNA fake, aqui se tem representatividade, espaço e nem precisa de autorização para se ter voz e espaço”, ressaltou Charles, que também é professor de Direito Imobiliário.

Luiza Gomes, advogada e com OAB há três anos, esteve presente no Tardezinha e deixou um recado para o jovem advogado: “amigo não constrange amigo”.

Segundo ela, é preciso que haja respeito à singularidade, voz e opnião de todos. Luiza fez ainda o convite para que outros jovens advogados compareçam aos eventos e escutem as propostas dos candidatos. “É o futuro da Ordem e da profissão que estão em jogo, então, que tenhamos autonomia para escolher os melhores gestores”, finalizou, apontando Maior e Manu como a melhor escolha.

Tardezinha é um evento criado pela campanha de Maiorano e Manuela para conversar com a jovem advocacia alagoana e foi realizado cumprindo todos os protocolos contra a Covid-19.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *