;

NOTÍCIAS

In:

19 de agosto: Dia Mundial da Fotografia

Por Fernando Pereira
Fotógrafos profissionais, de todos os gêneros, sabem a importância da fotografia. E o que a tornou tão importante?

Com o advento da fotografia digital e principalmente o surgimento do smartphone, a fotografia, aparentemente, tornou-se algo trivial, simples. Você aponta sua lente para alguma coisa, aperta um botão e registra a imagem.

Mas, com toda certeza, a fotografia, em sua essência, é definitivamente muito mais do que isso. A exemplo de um pintor que na sua tela coloca o que quiser, quantos elementos quiser, o fotógrafo tem um “quadro” e nele pode colocar o que quiser também. Seu olho atrás do visor deve diferenciar todos os elementos a sua volta e definir o que colocar no seu “quadro”.

Fato é que hoje vivemos cercados de fotografias; fotografias que exercem uma variedade de papéis e funções tanto dentro de nossas vidas quanto ao redor. Fotografias que nos incentivam a comprar coisas, que contam notícias locais e internacionais, que mostram pessoas e lugares, registram eventos e fornecem provas do que aconteceu. Não raro, as fotografias podem mesmo ser o motivo para criar um momento ou evento. Para alguns de nós, as fotografias talvez estejam entre nossos bens mais preciosos. Fotografias nos falam do passado; de segundos, minutos, horas e anos passados.

Fotografias podem dar forma a lembranças e guardá-las. Podem influenciar na descoberta de nossa identidade. Fotografias podem compartilhar ideias, conceitos e crenças. Podem distorcer a verdade e a realidade; podem conter uma carga política altamente subjetiva. Podem ser criadas e usadas de forma responsável ou irresponsável. Assim como em muitas outras áreas da comunicação, fotografias podem ser o reflexo das crenças e ideais e da dignidade e da integridade de um indivíduo ou de um grupo.

Cada foto que você vê conta uma história. Imagine alguém te contando uma história em 1/60 de uma fração de segundo? Uma simples fotografia, uma imagem parada, tem um poder extraordinário. Ela pode fixar-se no seu cérebro, permitindo que você visualmente destile e interprete a cena em segundos. Cada fotografia é poderosa em seu próprio universo. Um único clique pode desdobrar a história não contada. É por isso que dizem que “uma imagem vale mais do que mil palavras.”

A câmera fotográfica pode ser sua terapeuta. Num mundo onde crescem assustadoramente os casos de depressão, muitas são as pessoas que encontram na fotografia um escape, uma terapia. O ato de criar arte através das lentes de uma câmera pode ser um alívio. Criatividade e arte são algumas das únicas fugas que alguns têm para uma existência niilista, e como tal, o que você coloca na moldura da câmera reflete a verdade do que está dentro de si mesmo.

Fotografia é uma arte. A arte é uma expressão de criatividade e imaginação do ser humano. Há mais de um século a fotografia é considerada arte. Fotógrafos pintam o mundo com suas câmeras. Trabalhando sombras e luzes, ajustando a temperatura de cor e as tonalidades, usam sua imaginação para tornar suas imagens tangíveis e expressivas para aqueles que podem vê-las. À medida que os avanços tecnológicos ocorrem, os fotógrafos têm a capacidade de cada vez mais serem irrestritos por suas ferramentas e, assim, focar puramente na expressão artística.

Fotografias preservam memórias, pois são uma representação de algo com significado. Uma foto é poderosa o suficiente para lembrá-lo de um evento ou de uma ocasião. Memórias perdidas ressurgem. Você vê uma fotografia e ela te traz de volta ao tempo em que ela foi capturada. Em instantes a memória é revivida. Como uma fênix, livre, voando no vasto cosmos, de lembranças um chamado de distância, um vislumbre de saudade.

A fotografia pode ser uma boa maneira de conhecer pessoas. A natureza sinérgica e colaborativa da imagem pode ser também uma forma de conhecer pessoas, de fazer novas amizades. Você pode colaborar com outros fotógrafos e convidá-los para as sessões de fotos da paisagem, por exemplo. Você pode aprender mais, trocar experiências e principalmente fazer amigos e construir relacionamentos com os mesmos interesses.

Fotografia é uma forma de expressão. No mundo de hoje, temos uma quantidade inimaginável de plataformas para expressar o que está dentro de nós. Pode-se praticar diferentes formas de arte: você pode pintar, você pode cantar, tocar um instrumento ou escrever. E pode fotografar. Você pode tirar fotos dos objetos que deseja que o mundo veja. Capturar em foto sua essência e sua personalidade. A fotografia é sem dúvida uma linguagem, uma forma de expressão.
Fernando Pereira é professor de Jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM).
Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *