;

NOTÍCIAS

In:

Saúde alerta para cuidados e prevenção contra a proliferação de escorpiões

Por Marília Ferreira

Eles são aracnídeos resistentes e que se adaptam fácil à natureza. Habitam a Terra há mais de 450 milhões de anos. Não importa a época do ano, manter os cuidados e a prevenção contra a proliferação de escorpiões nunca é demais. Isso é o que alerta a Gerência de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos da Secretaria Municipal de Saúde.

Atuando na prevenção de casos e controle de epidemias, a Gerência de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos tem o papel de coordenar e gerenciar as atividades de controle do Aedes Aegypti (vetor da Dengue, Zika e Chikungunya), Flebotomíneos (transmissores das Leishmanioses), Leptospirose (roedores) e acidentes com animais peçonhentos.

Acidentes com esses animais podem ocorrer em qualquer época do ano. Manter cuidados é necessário contra a proliferação de escorpiões. Foto: Divulgação/Internet

De acordo com o médico veterinário da Gerência de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos, Charles Nunes, os cuidados com os escorpiões precisam ser diários. “É importante que a população mantenha todos os cuidados contra a proliferação de escorpiões, pois é um animal muito perigoso”, alerta o veterinário.

Charles Nunes ainda orienta como a população pode e deve manter esses cuidados. “Existem uma série de orientações e medidas que contribuem para a prevenção dos escorpiões. Manter jardins e quintais limpos; evitar acúmulo de entulhos e lixo doméstico próximo da casa; sacudir roupas e sapatos antes de usá-los; não manusear madeiras e materiais de construção sem utilização de luvas apropriadas; afastar camas e berços das paredes; e usar telas em ralos de pias e banheiros. Essas são algumas prevenções para evitar o contato com os escorpiões”, comenta.

Segundo o biólogo e responsável técnico do Laboratório de Entomologia da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), Carlos Fernando Rocha, a reprodução dos escorpiões ocorre mais entre os meses de outubro e fevereiro, porém ele afirma que acidentes com estes animais acontece o ano todo.

Carlos Fernando Rocha, biólogo e técnico do Laboratório de Entomologia da UVZ. Foto: Unidade de Vigilância em Zoonoses

“Os escorpiões regulam seu ciclo de acasalamento e postura de filhotes de acordo com a oferta de alimentos. Em Alagoas, as melhores épocas para reprodução é entre outubro e fevereiro, pois a temperatura ambiente está alta, o que favorece o deslocamento e também nascimento de várias espécies de insetos que servem de alimento para os escorpiões. No entanto, existem muitas baratas em vários locais, o que favorece o aparecimento de escorpiões em qualquer época do ano”, enfatiza o biólogo.

Foto: Unidade de Vigilância em Zoonoses

O que fazer

Algumas ações podem ser realizadas em caso de acidente com escorpiões, a exemplo de limpar o local com água e sabão; aplicar compressa morna no local; procurar orientação imediata e mais próxima do local da ocorrência do acidente (UBS, posto de saúde, hospital de referência); e se for possível, capturar o animal e levá-lo ao serviço de saúde.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *