;

NOTÍCIAS

In:

Luan Peres enaltece números e reação do Santos sob o comando de Fernando Diniz

Com 21 jogos disputados e 1.890 minutos em campo, ninguém esteve mais tempo com a camisa do Santos na temporada 2021 do que o zagueiro Luan Peres. Essa estatística comprova a importância do defensor que é um dos remanescentes na campanha do vice-campeonato da Copa Libertadores na última temporada.

Desde que chegou ao Santos no segundo semestre de 2019, Luan Peres vem tendo uma boa sequência de partidas pelo clube alvinegro – já são 85 jogos. “Esses números mostram minha regularidade e é fruto de muito trabalho. Venho sendo consistente e, além disso, não sou um jogador que costumo ficar de fora por lesões, principalmente musculares. Espero que esse cenário continue assim e eu possa ter sequências de temporadas como titular”, ressaltou.

O Santos vive boa fase e vem de três vitórias consecutivas. A última delas, diante do Cianorte-PR, garantiu o time nas oitavas de final da Copa do Brasil, competição nesta semana que teve eliminações de gigantes do futebol brasileiro como Palmeiras, Corinthians, Internacional e Cruzeiro.

“Essa nossa classificação na Copa do Brasil tem muito dedo do Fernando Diniz. Ele nos cobrou muito desde o jogo de ida que não poderíamos entrar relaxados. Para o Cianorte, os confrontos contra nós eram os jogos do ano para eles. Nós é que poderíamos deixar a eliminatória sob o nosso controle e foi isso que fizemos desde o primeiro minuto lá no Paraná. Controlamos bem os 180 minutos, não sofremos gols, vencemos as duas partidas e ainda pude dar assistência para o Marcos Guilherme fazer o gol da vitória na Vila”, resumiu Luan Peres, que disputa pela quinta vez a Copa do Brasil na carreira.

Aliás, a Copa do Brasil não é a única competição nacional que Luan Peres conhece bem. Se entrar em campo neste sábado contra o Juventude, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, o zagueiro chegará ao seu jogo de número 80 no Brasileirão.

“Estou realizando um sonho de moleque que é jogar as principais competições que envolvem clubes brasileiros. E a cada marca alcançada fico ainda mais feliz, pois mostra que venho atuando em alto nível a cada temporada. Minha felicidade é imensa neste momento. Individualmente venho bem e coletivamente o Santos reagiu nos últimos jogos. Estamos sofrendo menos gol, o elenco foi incorporado com peças importantes e o time entendeu bem a ideia do Fernando Diniz. Temos tudo para embalar”, finalizou.

Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *