;

NOTÍCIAS

In:

É falso que Governo de Alagoas seja alvo de operação da Polícia Federal

Por Assessoria

Operação Sufocamento investiga compras para hospital de campanha municipal em Girau do Ponciano

Circula nas redes sociais um vídeo afirmando que uma operação da Polícia Federal estaria investigando o governador de Alagoas por desvios de verbas destinadas para combater a pandemia. A informação é falsa. A Operação Sufocamento faz parte de investigação que apura possíveis ilegalidades na compra de uma central de oxigênio e respiradores para o hospital de campanha municipal de Girau do Ponciano, interior de Alagoas.

Narrado por um homem que se identifica como comentarista político, o vídeo mistura informações verdadeiras e falsas: “A PF investiga desvios de verbas para o combate à pandemia no hospital de campanha de ‘geral de pontociano’ (sic) em Alagoas de Renan Filho”.

É possível perceber erros na narração do texto, como a pronúncia errada do nome do município. Um texto no vídeo deixa claro que o objetivo do conteúdo é construir a narrativa de que o alvo da operação seria o governador de Alagoas. “A casa caiu! Filho de Renan Calheiros desesperado! PF determina mandados de prisão”, diz o título fixo na tela.

A informação não procede. Na verdade, a Operação Sufocamento deflagrada pela Polícia Federal na quinta-feira (17), em conjunto com a Controladoria-Geral da União e o Ministério Público Federal, investiga um grupo criminoso que atuou nas simulações de dois procedimentos de dispensa de licitação no município de Girau do Ponciano, interior de Alagoas, e em desvios de recursos públicos federais destinados ao enfrentamento da pandemia da Covid-19 na cidade.

Como informou o site oficial da Polícia Federal,  o grupo simulou dois processos de dispensa de licitação para o fornecimento de uma central de gases e respiradores mecânicos para tratamento de pacientes no Hospital de Campanha de Girau do Ponciano. Mais de 80 policiais federais e auditores da Controladoria Geral da União dão cumprimento simultâneo a 19 Mandados de Busca e Apreensão em Maceió, Girau do Ponciano, Arapiraca/AL, Campo Grande/AL (1), Rio de Janeiro/RJ (4), Belford Roxo/RJ (1) e Alegre/ES (2).

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) esclareceu que a implantação, gerenciamento e financiamento do Hospital de Campanha de Girau do Ponciano, voltado ao atendimento de pacientes com a Covid-19, é de responsabilidade exclusiva da gestão municipal.

“A operação deflagrada pela Polícia Federal (PF), na última quinta-feira (17), investiga, exclusivamente, as contratações e aquisições realizadas no âmbito do município, que é o gestor daquela unidade hospitalar. O hospital de Girau do Ponciano é municipal, ou seja, não tem ligação com o Governo de Alagoas”, informou a Sesau.

Alagoas Sem Fake

Com foco no combate à desinformação, a editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. Clique aqui aqui  para enviar agora.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *