;

NOTÍCIAS

In:

Defesa Civil e Capitania dos Portos discutem sinalização da Lagoa Mundaú

Por Isabela Keyla Silva (Estagiária)

Defesa Civil e Capitania dos Portos discutem melhoria na sinalização da Lagoa Mundaú, afetada pelo afundamento de solo provocado pela atividade de mineração (Foto: Pedro Henrique Silva/ Ascom Defesa Civil)

Defesa Civil e Capitania dos Portos discutem melhoria na sinalização da Lagoa Mundaú, afetada pelo afundamento de solo provocado pela atividade de mineração (Foto: Pedro Henrique Silva/ Ascom Defesa Civil)

Uma reunião entre a Defesa Civil de Maceió e a Capitania dos Portos de Alagoas discutiu ações para reforçar a sinalização de segurança aquaviária na Lagoa Mundaú. A medida se faz necessária, uma vez que é preciso garantir a segurança dos que navegam na área afetada pelo problema geológico, causado pela atividade de mineração, que atinge também parte da Lagoa.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Abelardo Nobre, atualmente existe uma sinalização na Lagoa Mundaú, mas a mesma não estaria atendendo toda a área recomendada. “Discutimos sobre a viabilização de uma melhor sinalização de segurança na extensão da área lagunar dos bairros de Bebedouro, Bom Parto e Mutange. A intenção é preservar a integridade das pessoas que utilizam a Lagoa Mundaú para tráfego”, explicou Nobre.

Representantes da Capitania dos Portos realizaram visita técnica com a Defesa Civil de Maceió nos bairros afetados pelo afundamento de solo (Foto: Pedro Henrique Silva/ Ascom Defesa Civil)

Ainda durante a reunião, realizada nesta terça-feira (22), a Defesa Civil esclareceu e atualizou o representante da Marinha do Brasil sobre os dados de monitoramento e análises do órgão. Foi realizada também uma visita técnica nos bairros afetados pelo afundamento de solo para uma melhor percepção do problema por parte da Capitania dos Portos.

O Capitão de Corveta, Josenias Jesus, ressaltou que há uma autorização por parte da Capitania dos Portos para que a empresa Braskem instale sinalizações náuticas de proibição de navegação e que é feito acompanhamento constante dessas sinalizações, que seguem especificações técnicas.

“Essa atualização contribui para melhorar a consciência da situação da Capitania em relação ao problema do afundamento dos bairros aqui de Maceió”, apontou o Capitão de Corveta, reforçando que novos equipamentos de sinalização poderão ser instalados ou realocados sempre que necessário.

“Conversamos sobre a situação da segurança na Lagoa Mundaú, na área de aproximadamente quatro quilômetros que temos de extensão entre os bairros de Bebedouro, Bom Parto e Mutange. Há ação que está sendo realizada, mas nesta reunião nos colocamos à disposição da Marinha do Brasil para que essa ação seja concretizada no mais breve espaço de tempo possível, já que a sinalização é necessária para a segurança de pescadores naquela área”, concluiu Abelardo.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *