;

NOTÍCIAS

In:

Sindpol vê indício de execução na morte do policial civil Jorge Vicente Ferreira Junior por militares

Por Assessoria

o sepultamento do policial civil, realizado na manhã desta terça-feira (19), na cidade de Murici, os policiais civis compareceram para participar do ato de homenagem ao policial.

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) vê com indício de execução na morte do policial civil Jorge Vicente Ferreira Junior por policiais militares, ocorrido na noite do domingo (17).

O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, informa que dos oito tiros, que o policial civil foi alvejado, quatro foram nas costas, dois na cabeça, sendo um na nuca. Para o sindicato, isso indica crime de execução.

“A categoria de policiais civis está de luto, e o Sindpol irá trabalhar na celeridade dessa investigação”, informa Ricardo Nazário, destacando que o Delegado Geral já se dispõe também na celeridade da investigação. “O Sindpol quer esclarecimento dessa barbaridade, que o policial civil foi acometido”, disse.

De acordo com o dirigente sindical, o Sindpol quer urgentemente o esclarecimento do crime por parte do governo do Estado, para que a categoria tenha a resposta. “A Polícia Civil está de luto pela forma que foi ceifada a vida do policial civil”, disse.

Homenagem ao policial civil Jorge Vicente Ferreira Junior

No sepultamento do policial civil, realizado na manhã desta terça-feira (19), na cidade de Murici, os policiais civis compareceram para participar do ato de homenagem ao policial.

A diretoria do Sindpol havia convocado a categoria para participar do ato com viaturas e usando camisa preta. A morte do policial civil comoveu toda a Polícia Civil de Alagoas. Querido pelos colegas, Jorge Vicente, conhecido por Jorginho, não tinha inimigo, visto como uma pessoa do bem e muito brincalhão. Jorginho trabalhava na Delegacia Geral da Polícia Civil.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *