;

NOTÍCIAS

In:

Polêmico cientista Azeário Ferreira desabafa: “Quem votou em Júlio Cézar pensando em mudança se arrependeu”

Por Éder Patriota
“Toda vassoura nova varre bem,, mas ao passar do tempo se desgasta. Assim foi com Julio Cezar que começou bonzinho e depois se desviou do caminho certo”, explica Azeário

Com larga experiência como cientista político na região sertaneja há mais de 40 anos, Azeário Ferreira que é natural de Major Izidoro falou de forma exclusiva a Tribuna do Sertão sobre a política de Palmeira dos Índios como um todo.

Açude era cartão postal de Palmeira e hoje virou um poço de lama que não vai ser concluído em seu mandato”, diz Azeário

Em relação, a eleição desse ano, o cientista político Azeário Ferreira, diz que as chances do imperador se reeleger são pequenas. “A gestão dele é desastrosa, pois o que ele começa não termina, a exemplo da obra na Praça do Açude, onde as pessoas da melhor idade estão deixando de conviver de modo saudável. Além disso, muitas ruas da cidade estão abandonadas e isso está prejudicando a qualidade de vida de um modo geral da sociedade, onde muitos sofrem com o descaso praticado pela atual gestão”, analisou.

Sobre a possível aliança do prefeito Júlio Cesar com a deputada estadual Ângela Garrote, Ferreira foi enfático: “Estiveram juntos há quatro anos atrás, mas a sociedade palmeirense sabe que essa junção não combina nesse momento, totalmente fora de cogitação essa aliança”, afirmou.

De acordo com o cientista político, o nome de James Ribeiro agrega mais politicamente que a sua esposa Mosabelle Ribeiro, por conta de ter sido prefeito durante dois mandatos consecutivos. “James é uma pessoa de alta popularidade política, mas se ele unir-se a Doutora Sônia Beltrão podem se tornar uma chapa bastante competitiva. Já a sua esposa Mosabelle não agrega tanto politicamente quanto ele. Se James e a Doutora Sônia Beltrão estivessem juntos, seriam a dupla Pelé-Coutinho dos anos 1960 no Santos Futebol Clube, ou seja, seriam imbatíveis”, destacou.

Analisando a deputada estadual Ângela Garrote, como pré-candidata a prefeitura de Palmeira dos Índios nesse ano, Azeário disse que se ela mantiver a candidatura, tem grandes chances de ser prefeita de Palmeira dos Índios nos próximos anos, mas se não for candidata poderá perder o compasso da história.

“Se permanecer com a candidatura para o cargo de prefeita esse ano, tem grandes chances de ser eleita, pois teve votação expressiva há dois anos atrás quando concorreu ao cargo de deputada estadual”, pontuou.

Falando da ex-magistrada Doutora Sônia Beltrão e pré-candidata, ao cargo de prefeita de Palmeira dos Índios esse ano, Azeário Ferreira afirmou que ela possui reputação bastante respeitada com o povo palmeirense, mas precisa se ajustar para se tornar uma candidata atrativa para o eleitor local. “A sociedade conhece suas qualidades, enquanto ex magistrada”, avaliou.

Por fim, o cientista político declarou que os vereadores da atual legislatura não tem representatividade política alguma perante o povo. “Brigam pelo dia com o prefeito, mas a noite estão todos juntos”, lamentou.

História de vida

Azeário Ferreira morou no estado do Rio de Janeiro, conviveu no local durante o golpe militar de 1964, onde assistiu ao comício do ex-presidente do João Goulart e conheceu pessoalmente o ex-presidente Juscelino Kubitschek que foi o responsável pela criação de Brasília e desde essa época se envolve com política de modo profissional, sendo uma das figuras mais lúcidas na região sertaneja do estado.

“Trabalhei na famosa livraria São José no Rio de Janeiro, onde conheci Gilberto Freyre e Ferreira de Castro escritores entre os anos de 1963 e 1964, Carlos Lacerda da UDN que foi governador do estado do Rio de Janeiro e Negrão de Lima também ex governador do Rio de Janeiro”, diz.

“E Ivan Barros? Falar do meu amigo e irmão Ivan Barros, é falar como o primeiro profissional de imprensa, a cobrir a morte do ex-presidente Juscelino Kubitschek. “

Ivan Barros trabalhava na época na Revista Manchete que era propriedade de Adolfo Bloch”, afirmou.

Fora as qualidades jornalísticas e com vastos conhecimentos na área jurídica, o Dr Ivan Barros é um homem à frente de seu tempo e honra a terra a qual nasceu. “Ivan Barros é um gênio em tudo que faz profissionalmente”, ressaltou o maior cabo eleitoral do sertão e cientista político.

Compartilhe:
Tags: ,,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *