;

NOTÍCIAS

In:

Dez frentes partidárias irão disputar as 15 vagas da Câmara

Por Redação

Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios tem orçamento milionário e pagará a cada vereador entre salário e verba de gabinete mais de R$12 mil na próxima legislatura

Uma luta quase fratricida está para ocorrer em Palmeira dos Índios na busca por uma das quinze cadeiras da Câmara Municipal de Vereadores de Palmeira dos Índios.

Dizem, os analistas, ser esta a disputa mais acirrada dos últimos 30 anos pelo momento em que vive o país com o sentimento de mudança arraigado contra os desmandos e o vírus da corrupção que esta impregnado em todos os setores da atividade política.

Com a ascensão de Bolsonaro ao Poder – em que pese sua conduta repreensível à frente da presidência da República – o povo clama por mudança de costumes na atividade pública, porque já cansou do uso da máquina pública e também dos mandatos de representação parlamentar para proveito próprio.

Na cidade que viu um Graciliano Ramos ser prefeito e que teve ao longo da história, atuantes representantes populares na Câmara de Vereadores – não podia ser diferente e a voz rouca das ruas exige mudanças.

Analistas projetam mudança na prefeitura e da metade do quadro atual de vereadores que neste período se alinharam politicamente ao chefe do Executivo e que no dizer do ex-secretário de Educação Luiz Lobo virou um puxadinho do poder Executivo.

“A mudança só não será maior porque os atuais vereadores usaram da estratégia de se distribuírem entre os partidos, as chamadas frentes partidárias. Porém muitos deles sobrarão no saldo da conta eleitoral, quando as urnas forem contabilizadas em 15 de novembro”.

Medalhões da Câmara já devem preparar o pijama da aposentadoria, reforça, um analista local.

De longe imaginar que somente o parlamento de Brasília nos envergonha, pois sabemos que as imoralidades são com “competência” bem copiadas nos estados e municípios. É uma situação indescritível que domina, em todas as dimensões, os poderes que deveriam representar o povo e fiscalizar, em seu nome, as ações e gastos públicos dos gestores. Para o exercício do que eles chamam “governo de colisão” há na verdade um podre e asqueroso balcão de negócios que em nada se coaduna com os princípios constitucionais da moralidade, legalidade e impessoalidade.

Ao pesquisar a administração desastrosa do município de Palmeira dos Índios pode se perceber o tamanho desse descalabro decorrente de um escandaloso compadrio entre vereadores e prefeito com mais da metade dos edis com empregos diretos dentro da estrutura do Executivo, todos esses, provavelmente, cujas aptidões técnicas se encontram embasadas no QI político e nos respectivos DNAs.

Não bastassem esses exemplos escabrosos há ainda aqueles que segundo informações fizeram inúmeras indicações para servidores no segundo e terceiro escalão, ou mantêm contratos de carros, máquinas e outros equipamentos.

Em que pese os favores ainda serem preponderantes aos menos favorecidos e as denúncias de compra de votos já aparecerem nas redes sociais, o povo mais consciente, julgador supremo decidirá seu destino no pleito que se avizinha, mas que se bem souber decidir, expurgará os maus vereadores desta legislatura que compõe segundo comentários majoritários de analistas políticos a pior câmara de vereadores que Palmeira dos Índios conheceu.

Veja as frentes partidárias e seus principais candidatos

01 – PT: Sheila Duarte, Jo Moto Táxi, Amilton, Antônio Enfermeiro, Cássio Junior e Biu da Canafistula, Aderval da Ceal, Alex Pinto, Delmão da SMTT, Pastor Anilton, Tonho Enfermeiro, Prof. Carlos Teles, Carlos Roberto, Milson Albuquerque, Eliete Barros, Vandinho da Oficina, Graciane do Hospital, Ivone Costa, Jana Wanderlei, Joelma Kelma, Dr. Eronildo, Prof. José Maria França, Sheyla Patricia, Keops fisiculturista, Dra. Leila Passos, Osvaldo moto taxi, Vanusa do Sabiá, Dona Tonha, Welligton do Ui Ui, Maria Cristiane Quilombola, Josivaldo, Fernando Pinto, Carlão do Raio X

02 – PRTB: Abraão do BMG, Guruba, Sidny Targino, Eronildes da Ótica, Dr Marcos André Dentista, Antônio Umbelino, Josmario Tavares, Noé Simplicio Neto, Galego do Inhame, Lucio Carlos Medeiros, Ivanildo Enfermeiro, Vertinho Moraes, Rogério Ferro, Luciano Rei, Luiz André Medeiros Neto, Juquinha do Bar, George Pinheiro, Pastor Israel de Deus, Dra. Aldinha Gonzaga, Amparo do Brivaldo, Professora Kaline, Marcia do Bizu, Fabricia do Félix e Quitéria

03 – PATRIOTA: Jairo da Farmácia, Cícero Gato , Marcelo Sabino (Marcelo do Gaz), Edivaldo Mago Guedes, Val Nogueira, Carlos da Saúde, Professor Cícero, Neto, Weverton Bruno, Jairo da DNP, Irajá, Sergio Murilo, Micael Bezerra, José Wanderley, Wilson Cosmo, Ágnes Cavalcante, Damião Lopes, Dr. Jorge Vieira, Lívia Jordana, Lourdinha, Valcira, Andréia Melo, Sandra Marcia, Vanessa dos Anjos e Josiane

04 – PSB: Pedrinho Gaia, Maxwell, Val Enfermeiro, Val Basílio, Agenor, Dindor, Adelaide e Menezes.

05 – PSD: Fabiano Gomes, Salomão Torres, Madson Monteiro, Joelma Toledo e Sérgio Passarinho.

06 – PTB: Geraldinho Ribeiro, Eugênio Sampaio Capitão Tenório, Alarcon, Marcelo do Helenildo Ribeiro, Totinha, Ailta Rodrigues e Israel do Brega.

07 – PP: Daciel, Toninho Garrote, Edinho do Leite, Edvania Souza, Geraldo Alencar e Balu.

08 – PROS: Junior Miranda, Fábio Targino, Flávio Emílio, Arnaldo do Detran, Jailza do Hospital, Iza, André Colatino e Terra Samba.

09 – PDT: Cristiano Ramos, Cristina Barbosa, Severino do Caldeirão, Professor Silvinho, Lidyane Torres, Ana Martins (Ana da Vila João XXIII), José Caetano, Elda Tibúrcio, Juvenal (Posto Ferreira), Avelar Vieira, João de Zefa (Ribeira), Adeline Bezerra, Eliane Balbino, Samir, Ana Maria, Márcia Carnaúba, Surica, Godoy de Barros e Lukinha da APAE.

10 – PSL: Ronaldo Raimundo, Roberto Cândido, Ernandes da Saúde, César Tenório, Thales Targino, Profeta e Cida Galdino.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *