;

NOTÍCIAS

In:

Tradutor de Proust, Fernando Py morre aos 84 anos

onhecido por sua tradução de Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust, e membro da Academia Brasileira de Poesia, o tradutor e crítico literário Fernando Py morreu aos 84 anos nesta quinta-feira, 21, em Petrópolis, cidade onde residia. Seu corpo será cremado nesta sexta-feira, 22, no Memorial do Carmo, no Rio.

Segundo a Tribuna de Petrópolis, jornal do qual Py era colunista, ele teve insuficiência respiratória e sofreu uma parada cardíaca. De acordo com a família e com a médica que o atendia, seu quadro não correspondia ao do novo coronavírus, mas um teste foi feito para verificar a suspeita. O resultado ainda não saiu.

Autor de livros de poesia, bibliografias e de crítica literária, o intelectual era um notório tradutor de obras literárias em francês. Suas traduções de Proust foram publicadas pela Ediouro e pela Nova Fronteira. Honoré de Balzac, Alexandre Dumas e Marguerite Duras são alguns outros autores que foram vertidos para o português por sua caneta.

Fernando Py nasceu no Rio, em 1935, mas reside em Petropólis desde 1967. Formou-se em direito pela Uerj, mas sempre se dedicou às letras, inclusive contribuindo para veículos como O Globo, o Jornal da Tarde e o Estado de Minas. Também trabalhou como redator e tradutor em enciclopédias, sobretudo a Grande Enciclopédia Delta Larousse e a Enciclopédia Mirador Internacional.

Membro da Academia Brasileira de Poesia e da Academia Petropolitana de Letras, Fernando Py deixa três filhos e quatro netos.

Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com