;

NOTÍCIAS

In:

Unidade de Emergência do Agreste atendeu 45 mil pacientes em 2015

Por Redação Com Agência Alagoas
Segunda etapa da reforma da unidade deverá ser inaugura ainda este ano. (Foto: Adalberto Custódio)

Segunda etapa da reforma da unidade deverá ser inaugura ainda este ano. (Foto: Adalberto Custódio)

O ano de 2015 foi considerado um ano de mudanças para a Unidade de Emergência do Agreste, em Arapiraca. Em plena obra de reforma e ampliação, diversos setores do hospital tiveram que sofrer adaptações para acolher, da melhor forma possível, os mais de 45 mil pacientes atendidos ao longo do ano.

Nos últimos doze meses, o hospital recebeu 45.312 pacientes oriundos de vários municípios do interior de Alagoas, assim como de cidades de estados que fazem divisa com Alagoas, a exemplo de Propriá (SE), Bom Conselho (PE) e Paulo Afonso (BA).

O número apresenta uma ligeira queda, se comparado ao total de atendimentos registrados em 2014, quando foram contabilizadas 46.862 entradas no Hospital. O que ainda impressiona é o elevado número de pessoas que procuram o hospital após se envolverem em acidentes de trânsito, em sua maioria com motocicletas.

Dos 45.312 pacientes atendidos no ano passado, 11.747 tiveram relação com a violência do trânsito, ou seja, praticamente um quarto do total de atendimentos. As quedas de motos foi a modalidade que mais fez vítimas, com 7.074 ocorrências, seguido das colisões entre carro e moto, com 1.327 casos.

Outro dado que chamou a atenção foram os atendimentos às vítimas de quedas da própria altura. No ano anterior, 7.725 pacientes deram entrada no Hospital de Emergência de Arapiraca alegando esse motivo. Já foi comprovado que muitos deles chegam apenas em busca de exames mais complexos, como a tomografia, que muitas vezes não são disponibilizadas em suas regiões.

Ainda neste ano, a Unidade de Emergência do Agreste estará com uma estrutura ainda mais ampla. O setor de internação passará dos atuais 40 para 118 leitos, enquanto a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) terá sua capacidade triplicada e passará para 21 leitos, modernos e totalmente equipados.

De acordo com o supervisor médico do Hospital, Nildomar Aquino, apesar dos transtornos naturais da obra, o hospital manteve sua rotina focada no intuito de salvar milhares de vidas. “Mesmo com as dificuldades da obra de reforma e ampliação do hospital, nossa equipe fez o possível para receber e atender da melhor forma cada um dos nossos pacientes”, frisou o supervisor.

A Unidade de Emergência do Agreste é referência no Nordeste em traumas de média e alta complexidade. O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), está unindo esforços no sentido de ainda neste primeiro trimestre inaugurar a segunda etapa da obra.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *