;

NOTÍCIAS

In:

Prova internacional de triathlon movimenta economia do estado

Por Assessoria

O Challenge Maceió tem no Triathlon sua principal atração, ela acontece no dia 23, com 90 quilômetros de ciclismo, dois quilômetros de natação e 21 de corrida (Foto: Divulgação)

O Challenge Maceió tem no Triathlon sua principal atração, ela acontece no dia 23, com 90 quilômetros de ciclismo, dois quilômetros de natação e 21 de corrida (Foto: Divulgação)

  “É uma prova com envolvimento global. Haverá participantes dos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha e até da Cingapura. Em um período de baixa temporada, movimentaremos diversos setores econômicos”, com essas observações, Marcos Pradines, um dos representantes da franquia Challenge, ressaltou à equipe do Instituto do Meio Ambiente (IMA) a importância do evento esportivo para o estado.
Além de movimentar a economia, o evento se propõe a integrar meio ambiente e esporte. Os encaminhamentos para adequação às normas ambientais foram feitos durante reunião realizada no final da tarde desta quinta-feira (06), na sede do IMA.
O Challenge Maceió tem no Triathlon sua principal atração, ela acontece no dia 23, com 90 quilômetros de ciclismo, dois quilômetros de natação e 21 de corrida. A programação conta ainda com uma feira de materiais esportivos, congresso científico, atividades de integração, como a prova Junior, para crianças de 8 a 16 anos, “woman”, exclusivo para mulheres e o “Sprint”, para iniciantes.
Além da autorização ambiental, o IMA deverá ainda colaborar com a identificação de cooperativas de catadores de materiais recicláveis, para a destinação dos resíduos gerados. Além disso, a equipe da Diretoria de Desenvolvimento e Pesquisa montará tendas para a realização de atividades de educação ambiental no local da concentração.
Além do IMA e dos representantes do evento, considerado um dos mais importantes para o esporte em Alagoas esse ano, participaram do momento representantes da Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj); Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal); e Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Maceió (Semel).

 Balneabilidade

No relatório de balneabilidade das praias, disponibilizado semanalmente pela Diretoria de Laboratório, há dois pontos de monitoramento na praia da Pajuçara, onde haverá a prova de nado. O diretor-presidente do IMA, Gustavo Lopes, disse que, nos dias que antecedem o evento, “também serão coletadas amostras em outros trechos na região em que os nadadores deverão competir”.
Uma das preocupações é garantir que o mar esteja em condições adequadas de balneabilidade. A Semel poderá ainda solicitar o tamponamento das saídas de galerias de águas pluviais para impedir que possíveis contaminações, causadas por ligações clandestinas, cheguem à praia.
Segundo Waleska Cavalcante da Costa, técnica da Casal, a companhia poderá montar um “plano de emergência para evitar o transbordamento”. Isso porque a estação existente na Praça Lions está em obra e não tem comportado o volume de esgoto recebido. Ela disse que outra possibilidade será a colocação de caminhões de esvaziamento de fossa para ficar de plantão nos locais onde costuma haver transbordo.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *