;

NOTÍCIAS

In:

Aluno do Ifal Palmeira é o único representante de AL no Encontro Nacional Experiência Beta

Por Assessoria

Palmeirense Vitor Neves

O palmeirense Vitor Neves, 16 anos, esteve representando o Instituto Federal de Alagoas (Ifal), campus Palmeira dos Índios, em mais uma edição da “Experiência Beta 2019”, encontro realizado nos dias 26 e 27 de outubro, na cidade de Porto Alegre-RS. O evento tem em sua missão reunir mentores, orientandos e orientadores em um universo de troca de experiências e feedbacks para melhorias de projetos, através de bancas de avaliação, palestras, mesas-redondas e painéis.

O projeto do jovem pesquisador aprovado foi o “Atualidades em Foco”, feito sob a orientação do professor de História, Roberto Idalino, tendo como objetivo trazer reflexões e desenvolver o senso crítico de outros alunos, através de temas relevantes e de discussões contemporâneas. Desde abril, Vitor e Idalino promovem estes encontros, o projeto encontra-se em fase de finalização, mas Vitor garante que após participação na “Experiência Beta” trará técnicas de aprimoramentos obtidas no evento para esta etapa final.

“Esta foi a primeira vez que fui avaliado por uma banca e pude ver que ela era formada por pessoas de diversas áreas como: Sociologia, Ciência da Computação, Psicologia… Desde a submissão do meu projeto para participar do evento, recebo dicas de como melhorar minha apresentação e uma delas trazida pela banca foi a de humanizar meu trabalho, ou seja, caracterizar o perfil dos alunos que fazem parte dele, trabalhar com suas características individuais”, detalha o estudante.

Inserido neste mundo de muita pesquisa, tecnologia e sustentabilidade, Vitor destaca um momento muito importante para ele que foi a palestra do professor pesquisador da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Edson Prestes, já que ele também é da área da Computação.

“Foi importante porque vi que quando você decide trabalhar em uma área, isso não te impede de trabalhar em outra. Além disso, o professor, através de uma visão antropológica, destacou que no desenvolvimento de um aplicativo, nós devemos colocar o ser humano no centro e pensar em como isso pode impactar a sociedade de maneira positiva. Sem dúvidas, foi muito importante”, lembra Vitor.

A Experiência Beta nasce como uma das iniciativas do Cientista Beta, de jovens apaixonados por Ciências e que acreditam no poder transformador dela na sociedade em que vivem. O evento só é possível graças à articulação de jovens cientistas de diversas partes do país que de forma voluntária atuam na realização do encontro.

E esta foi uma ideia que empolgou bastante Vitor, já que pretende voltar em outras edições, com novos projetos.

“Sim! Gostaria de retornar, mas desta vez com um projeto específico na área de Informática. Foi uma experiência incrível, que trouxe benefícios não só para o projeto, mas contribuiu bastante para a minha formação. Saio outro Vitor, outra pessoa, com diferentes visões de mundo”, conclui o estudante. 

Compartilhe:
Tags: ,,,

Comente no Facebook

1 Comentário

  • Maria Aparecida Alves Souza disse:

    Parabéns Vitor. Vc é um jovem de um futuro brilhante. Parabéns também ao Professor Roberto Idalino. Conheço bem esse Professor por excelência e tive o privilégio de trabalhar com ele. Valeu Roberto. Deus os abençoe e guarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com