;

NOTÍCIAS

In:

Aluno do Ifal Palmeira participará de Programa de Dupla Titulação em Portugal

Por Assessoria

Marcílio Mariano Alencar Filho mudou-se de sua cidade natal, Poço das Trincheiras-AL, para o município de Palmeira dos Índios-AL, em busca de um sonho: tornar-se engenheiro civil. A distância que separa as cidades é pequena: 83 km. Aluno do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) do campus Palmeira, no próximo mês seu percurso será maior. Após participar de uma seleção para um Programa de Dupla Titulação, promovida pela Pró-reitoria de Ensino do Instituto, Marcílio terá a chance de fazer um intercâmbio de um ano na cidade de Bragança, em Portugal.

A experiência só será possível graças às ações empreendidas pelo Ifal para internacionalização de seus cursos, através de um acordo com o Instituto Politécnico de Bragança (IPB), ambiente acadêmico onde Marcílio terá a oportunidade de cursar disciplinas específicas e, ao final, sair com o título de mestre. A seleção, que teve como um dos critérios a nota do coeficiente de rendimento, foi pautada também em participações em projetos de ensino, pesquisa e extensão pela unidade de ensino.

E Marcílio pôde se destacar em todas as etapas, pontuando 8,46 em seu coeficiente e tirando nota máxima em outros critérios estabelecidos pelo edital. Desde que entrou para o Ifal, o estudante almejava ter esta vivência em outro país, mas julgava algo distante, já que estava no 8º período e perto de se formar.

Nunca viajei para outro país. Sempre quis fazer intercâmbio, mas nunca tive essa oportunidade. Como estava no 8º período, eu não tinha mais esperanças, mas, felizmente, surgiu este edital e um dos requisitos era justamente estar cursando matérias do meu período. Fiquei muito feliz, pois era exatamente meu caso. É algo sensacional, que eu não esperava e que me dará a chance de voltar como mestre”, conta o futuro engenheiro civil.

E a feliz coincidência para ele estabelecida no edital confirma a ideia de que tudo tem uma hora certa para acontecer, afinal se a seleção fosse lançada um semestre antes ou depois, Marcílio seria automaticamente desclassificado.

Aluno pioneiro neste Programa de Dupla Titulação entre IPB e Ifal, Marcílio pôde contar com a ajuda e as orientações da coordenadora de Relações do Ifal, Carla Real. “Ela é a grande responsável por minha mobilidade. Tivemos dúvidas principalmente quanto à documentação, mas entramos em contato com outros alunos que já foram e as redes sociais foram fundamentais neste quesito. Desde que fui classificado, minha vida tem sido uma correria: tive que tirar meu passaporte e ir atrás do meu visto. Comprei as passagens recentemente e agora providenciarei as malas”, conta.

A chance de conhecer novos países e desenvolver melhor outros idiomas vem gerando boas expectativas em Marcílio. Estar na Europa, para ele, era algo impossível anos atrás e hoje é uma oportunidade real. “Quero ter um bom desempenho no curso, fazer uma boa dissertação e, quem sabe, conseguir um emprego ou uma proposta de doutorado. Terei a possibilidade de nas férias conhecer outros países, outras culturas, aperfeiçoar meu inglês. Enfim, quero explorar ao máximo!”, empolga-se.

Incentivo

Para que o sonho de Marcílio seja concretizado, o Ifal custeará um auxílio no valor de R$ 30 mil, para cobrir despesas com moradia, alimentação, transporte, entre outros. Segundo ele, além deste, outros apoios financeiros foram proporcionados pelo Ifal. “Sabemos que estamos em um período de contenção de despesas, mas, mesmo assim, pude contar com ajuda, nas minhas idas e vindas para Recife para tirar o visto, por exemplo. Só tenho a agradecer a Carla, e aos professores Rodrigo Lustosa (coordenador do curso) e à professora Sheyla Marques, por todo o apoio”, lembra.

Ao concluir sua mobilidade acadêmica, em 2020, o estudante retornará às cadeiras do Ifal para terminar disciplinas que ficarem pendentes e, assim, receberá o diploma de engenheiro civil pelo campus Palmeira e o título de mestre pelo IPB. Com o currículo rico em experiências e aprendizados, Marcílio afirma que pretende atuar no mercado para conhecer mais a prática de sua profissão. “É importante para que possamos ver tudo que estudamos na teoria, como se dá no dia a dia e a execução de projetos em obras, mas a minha intenção mesmo é seguir na área acadêmica”.

IPB

O Instituto Politécnico de Bragança (IPB) fica localizado na pacata cidade que dá nome à instituição, sendo reconhecido como um ambiente acadêmico que oferta educação superior de qualidade e impacta no meio econômico, social e cultural na região. Atualmente, 30% dos seus estudantes possuem nacionalidade não portuguesa e é, por isso, considerado um instituto multicultural.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com