NOTÍCIAS

In:

Em reunião com o Sindpol, Seris dá prazo para ocupar Casas de Custódias em fevereiro

Por Assessoria

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), Ricardo Nazário, reuniu-se com o secretário de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), coronel Marcos Sérgio de Freitas Santos, para tratar da implantação das Casas de Custódias, nesta terça-feira (04).

O sindicalista informou ao secretário que o desembargador Celyrio Adamastor Tenório Acciolly, Supervisor do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF), determinou medidas quanto ao não funcionamento da Casa de Custódia de Santana do Ipanema, que foi inaugurada, mas continua fechada.

O coronel Marcos Sérgio revelou que esteve com o governador, o qual disse que a Seris deve ocupar as Casas de Custódias. Ele informa que está realizando um planejamento com um modelo de gestão, o qual será adotado. Disse também que assim que estiver pronto, passará ao Sindpol.

De acordo com o secretário, o cronograma de ocupação deverá ocorrer no mês de fevereiro. Atualmente, a Seris está com a responsabilidade de cinco casas de custódias. Ele informou que a primeira será a Casa de Custódia de Santana do Ipanema, que já está com mobília, parte de armamento, internet e telefonia, além do plantão no local, mas falta o posicionamento do governo.

No segundo momento, será a Casa de Custódia de Penedo, que falta alguns detalhes. Para o terceiro momento em Delmiro Gouveia, depois a Casa de Matriz do Camaragibe quanto à questão de funcionamento e por fim a reforma da Casa de Custódia de Arapiraca.

Ricardo Nazário destacou a falta de efetivo, a carência de policiais civis nas delegacias, a dificuldade para tirar férias da categoria, além do transtorno com a custódia de presos. O secretário reconheceu que não tem sentido que o policial civil tome conta de preso.

Questionado sobre a reforma da Casa de Custódia do Jacintinho, o coronel informou que irá se reunir com o Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, para se informar sobre orçamento da obra. O secretário disse que a Seris seja o gestor da Casa de Custódia.

O presidente do Sindpol informa que está buscando todos os caminhos necessários quanto à implantação das Casas de Custódias e a retirada dos presos nas delegacias. “O Sindpol procurou o Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF) do Tribunal de Justiça, a Seris, o Conselho Estadual de Segurança Pública e os órgãos envolvidos com a segurança pública a fim de garantir que os presos sejam retirados das delegacias”.

O diretor de Comunicação do Sindpol, Edeilto Gomes, também participou da reunião realizada na sede da Seris.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com