NOTÍCIAS

In:

Advogado foi o responsável pelo êxito na Transparência da Câmara

Por Redação

Luciano Galindo efetivou medidas eficazes na Câmara que alcançaram reconhecimento do MPE

Avaliada pelo Ministério Público Estadual, a Câmara de Palmeira dos Índios, alcançou o 2º lugar na classificação geral de transparência pública nas suas ações. A controladoria da Câmara de Palmeira dos Índios, na gestão do Presidente Júnior Miranda, tomou decisões drásticas no corte de verba indenizatória e transformação da mesma em serviços licitados, fato fundamental para o alcance da meta reconhecida pelo MPE.

Pela primeira vez na Casa Legislativa  palmeirense, os serviços, compras e demais despesas foram licitados, em certame licitatório filmado e fotografado, com ampla divulgação. Outra mudança  se deu com a famigerada verba de gabinete, que foi cortada na forma de pagamento em espécie, deixando de existir em numerário vivo, uma revolução interna que desagradou alguns vereadores, mas que tal atitude do controlador interno, o Advogado Luciano Galindo, causou uma guerra interna, mas foi preponderante, haja vista a decisão se manter inalterada durante todo o seu período à frente da casa.

Foi criado também, o portal da transparência, onde consta, tudo que é feito na casa legislativa, inclusive os contracheques de todos que ali recebem, desde um simples ato, até a mais complexa despesa.

O biênio termina com a aprovação da transparência da Câmara, onde todo cidadão pode ver o que lá se passa em seus mínimos detalhes.

Galindo, que é conhecido como um técnico duro, diz que, “quem entrar ali, para gerir dali para a frente, no comando da casa, não poderá jamais retroceder, nem fazer a menor do que hoje está sendo legado”. E alerta: “Que sirva de exemplo para gestores fantasiosos”, finalizou.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com