NOTÍCIAS

In:

Polícia Civil desarticula organização responsável por ataques a banco em Alagoas

Por Redação com Agência Alagoas
Na peração foram apreendidos explosivos, rifles, fuzil, espingardas, revólveres, coletes à prova de bala, luvas, grampos, munições e veículos

Na peração foram apreendidos explosivos, rifles, fuzil, espingardas, revólveres, coletes à prova de bala, luvas, grampos, munições e veículos (Fotos: Larissa Wilson)

Após três meses de investigação, a Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) prendeu os integrantes de uma organização criminosa responsável por vários ataques a bancos em Alagoas. Os detalhes de todo o trabalho de investigação foram repassados à imprensa durante coletiva, realizada nesta segunda-feira (11), na Secretaria de Estado da Segurança Pública.

 Prisão de assaltantes de bancos / Texto: Vanessa Siqueira (Fotos: Larissa Wilson)

Batizada de Operação Sem Fronteiras, as investigações tiveram início em março deste ano, após a ocorrência de ataques a carros-fortes e explosões em agências bancárias no Sertão alagoano.

O trabalho conseguiu detectar que o grupo foi o responsável pelos ataques às agências bancárias de Piranhas, Poço das Trincheiras, Pariconha, Pão de Açúcar, além de ações nos Estados vizinhos de Pernambuco e Sergipe.

A operação para cumprimento dos mandados foi deflagrada na última quinta-feira (7) e encerrada na sexta-feira (8). Participaram equipes da Polícia Militar de Sergipe, do 9º e do 11º Batalhões da Polícia Militar de Alagoas, Deic, Seção de Roubo a Banco (Serb), Delegacia de Roubos de Cargas e Veículos, Seção Anti Sequestro da Deic e, também, o Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE).

Prisão de assaltantes de bancos / Texto: Vanessa Siqueira (Fotos: Larissa Wilson)

As prisões aconteceram em Delmiro Gouveia e Canindé de São Francisco (SE). Nos dois dias foram presos Arthur Gomes Ferreira, de 33 anos; Manoel Virgínio da Silva, de 34 anos; Alan Jonny Campos Rodrigues, de 33 anos; Renato dos Santos, de 49 anos; Albieri Barbosa Melo, de 40; José Barros Júnior, de 34 anos; e Egildo Luiz Gomes, de 33 anos.

Durante o cumprimento dos mandados no município de Piaçabuçu, Antônio Ananias dos Santos, de 43 anos; Rafael Oliveira Leite, de 33 anos; e Sérgio Inacio Araújo da Silva, de 39 anos, efetuaram disparos contra as equipes policiais, que tiveram que responder à agressão. Eles foram feridos e entraram em óbito.

De acordo com o delegado Mário Jorge Barros, diretor da Deic, o grupo montou sua base no Litoral Sul de Alagoas. No povoado do Miaí de Cima, em Coruripe, a polícia encontrou um arsenal e cerca de 30 quilos de explosivos, que a polícia acredita que seriam utilizados em novas ações.

Além dos explosivos foram apreendidos três rifles calibre 44; um fuzil calibre 762; duas espingardas calibre 12; três revólveres calibre 38; quatro coletes à prova de bala; luvas; grampos; munições; além de veículos dos modelos Hilux, Frontier, Ônix e Corolla.

Prisão de assaltantes de bancos / Texto: Vanessa Siqueira (Fotos: Larissa Wilson)

“Nós tivemos uma importante contribuição da população,  por meio de denúncias ao 181 , ara conseguir chegar a este local onde eles guardavam o armamento. Com isso fica evidente a importância das pessoas usarem o Disque-Denúncia para contribuir com nosso trabalho”, destacou o diretor da Deic.

Para o secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, o trabalho realizado coloca Alagoas em um patamar que poucos Estados do país conseguiram chegar na questão de resolução de assaltos a banco.

“Esta operação elucida os últimos ataques realizados em Alagoas, prendendo os integrantes de mais uma organização criminosa e apreendendo com eles vasta quantidade de armamento e explosivos. Temos que parabenizar todas as equipes empenhadas nesse trabalho e dizer que as ações de combate aos assaltos a banco não param em Alagoas”, afirmou.

O comandante-geral da Polícia Militar de Alagoas, coronel Marcos Sampaio, parabenizou as equipes envolvidas e destacou o papel fundamental do 181 durante as investigações. Ele também reforçou a continuidade do trabalho de repressão a esta modalidade criminosa no Estado.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com